Uma menina de sete anos, que em agosto foi notícia por ter entrado no hospital, em estado grave, e ter pedido aos médicos para a deixarem morrer, perdeu a vida nesta segunda-feira.

Yatzirideu entrada no hospital com ferimentos que seriam o resultadode anos de abusos físicos e sexuais por parte dos pais e de um tio.

A menor apresentava hemorragias internas, um pulmão em colapso, marcas de queimaduras nas costas, queimaduras de cigarros nos braços e nas mãos, e sinais de agressão sexual, e foi salva deste ambiente familiar graças a um vizinho que presenciou uma das agressões que foi alvo.

Na altura, a menina pediu aos médicos que a deixassem partir, e após meses internada na unidade de Cuidados Intensivos, a menor acabou falecendo no Hospital de LasMargaritas, em Puebla(México).

Yatziri morreudevido à falha de múltiplos órgãos. Não foram revelados mais dados sobre o caso.